sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Balancete Setembro = Crescimento + ( 5.586,42) + Aporte ( 2.300,00 ) + Rentabilidade ( 2,60%)

                                                Mestre contando dinheiro ao Final do Mês.    



                                                                Sessão Ações
                                                                
                                                               Sessão FII
         

                                                        Sessão Consolidada
                                                                  


                                                           Mico do Mês
                                                                                 
                                                               
                                                   Trabalhador do Mês
                

Resumo do Mestre
Mais um mês com excelente desempenho graças a curva de juros futuro " nosso mercado inocente ajusta yields pelo custo do dinheiro no futuro" Apesar de acreditar que este modelo de precificação se revela um perfeito tiro no pé" Ajusta em 0,70% de yield e depois de um mês BOOM revisional e vacância, consequentemente lá vai nosso mercado ajustar preço da cota de novo.

 Para quem gostaria de  saber meu segredo para alto desempenho ao longo do ultimo ano, digo sem delongas venho operando em cima de indicadores do mercado imobiliário real + margem operacional dos FII, operar neste modelo sempre deu mais trabalho, porem existe um grau de exatidão muito maior neste modelo de precificação em contra partida da marmelada que nosso mercado usa para ajustar preço da cota.

Também faço  estudo de viabilidade de alguns fundos de tempos em tempos, até momento não vendi um fundo de minha carteira.

O que olho? CUB, custo por m2, fluxo de caixa futuro , margem operacional , depreciação, contratos, inquilinos, estoques na região e  aluguel praticado na região .


O que estou achando desta alta? Meio insana já que nosso mercado  ajustou aluguel para uma média de 8% a.a, pode subir mais? sim! tudo depende do ajuste macro que nosso governo fará nas contas públicas no próxima ano.

A selic vai cair mestre então a cota vai subir mais! Tu acredita mesmo que  formadores de mercado não tem  esta variável devidamente calculada ,  esta variável  já esta refletida na  cotação atual ajustada pela curva de juros futuros que funciona como uma bolsa de aposta de nosso mercado em relação ao juros praticado em nossa economia  no futuro.

Mestre existe margem de segurança ao preços atuais?
Definitivamente não tem! é loucura mesmo.

O que você esta fazendo ? Comprando vacância e galinha morta que pode vir a dar certo ou não de acordo com nível de estoques na região.

O que você pretende fazer nos próximos meses caso continue esta alta nas cotação? Vou comprar renda fixa + FII galinha morta, estava pensando em fundos de papéis, porem estes dispararam bastante e não vejo muito sentido em comprar fundo de papel muito acima do VP.


                                                     Cenário  macro

 Ao que tudo indica esta preste a estourar uma crise bancaria na EUROPA fruto da besteirada Keynesiana praticada em 2008, banco centrais jogando dinheiro na economia  lastreado no modelo do tio keynes " Salvador de banqueiros"consequentemente  crise de 2008  foi prolongada para alguma data no futuro,  com a diferença que agora será duas vezes pior que anteriormente! desespero dos BCs mundo a fora se revela descomunal,  não descartaria " Helicopter money" nas próximas rodadas.
 Engraçado ver planejadores centrais brincando de reis com seus sistema anti lógicos inflando bolhas em ativos & bonds mundo a fora, quase a mesma coisa que desafiar a lei da gravidade formulando contratos de revogação da gravidade.


Minha cara quando vejo um idiota pondo culpa no capitalismo, sendo que as cagadas no sistema bancaria  tem raiz direta nas políticas de crédito sub prime fomentadas pelo banco central , este por sua vez   controlado por burocratas que munidos da impressora podem criar dinheiro por decreto e jogar na economia.



                                                                   


A história é sempre a mesma: Um povo idiota elege um idiota qualquer, este por sua vez para angariar votos facilmente libera crédito na economia por meio do sistema bancário cartelizando pelo banco central ou seja estatal, idiotas úteis e empresários vadios se entopem de crédito podre fomentando pela política monetária do banco central .

Quase 100 anos de repetição do mesmo desarranjo econômico e até agora estamos criando crises.

Nem para aplicar  merda do modelo do tio Keynes estes banqueiros centrais servem  " Primeiro fator a se analisar; quem cria descalabro na economia não é iniciativa privada, mas sim   "Políticas de crédito do governo" que para angariar votos libera geral,  depois que a porra toda esta prestes colapsar  idiotas vermelhos culparão capitalismo como sempre, consequentemente se pedi mais intervenção na economia,  dizem eles... agora vamos regular mercado com nossa sabedoria keynesitonta, toma mais dinheiro grátis! resultando em prolongamento da crise para algum lugar no futuro só que duas vezes pior.


domingo, 25 de setembro de 2016

Racionalismo x Conformidade condicionada

                                        Racionalidade aplicada no mundo das finanças.

Um dos meus temas prediletos " Racionalismo" uma palavra que na maioria das vezes é sumariamente ignorada pela multidão de mentecaptos mundo a fora.
  Observando atentamente atitude irracionais por partes das pessoas mundo a fora conseguiremos estimar probabilidade de sucesso ou fracasso em determinada atividade por meio de modelos estatísticos lastreado em matemática financeira básica.

   Lembre-se atentamente caro leitor a maior parte das pessoas toma decisões precipitadas em relação ao dinheiro baseado em inúmeros motivos, porem quase todos advém de uma única fonte " Emoção" se quer existe qualquer modelo matemático dando suporte para tomada decisão.

                                                             Mercado de Trabalho

Neste aspecto somos guiados por  " Emoções" na escolha de carreiras a quais não devem ser nada promissoras como outrora , encaramos concursos , promoções etc sem qualquer filtro analítico racional, desta decisão advém a culpa que nos consome completamente ao passar dos anos " Aquele sentimento de que poderia ter sido melhor"
   A maior parte destes dilemas e mazelas poderia ser evitado se consequentemente auferirmos filtros racionais em nossas escolhas.

    Pesquisa de mercado

- Qual piso da profissão e o teto?
- Existe campo de atuação amplo em minha cidade?
- Qual numero de formados para cada vaga em aberto no mercado?
- A demanda da profissão  foi estimulada artificialmente por meio de subsídios governamentais ou apenas por demanda de mercado.
- A demanda ira se manter aquecida até final de sua formação consequentemente entrada no mercado de trabalho?
- Quanto de dinheiro gastara para obter um diploma e qualificação aceitável no mercado.

Resumindo: Em quanto tempo este dinheiro retornara ?
Experimentou usar modelos estatísticos para estimar curva de crescimento orgânico " Dinheiro x Tempo".

Um dos preceitos fundamentais no mercado financeiro: Não gaste tempo em empresas que dão pouco retorno ao acionista minoritário.

Aonde quero chegar com toda esta explanação?  decisões importantes em nossas vidas devem ser tomadas usando uma pitada de "racionalidade" caso contrario seguiremos a média do mercado, assim como um navio  guiado pelas correntezas "estaremos sempre a  mercê das decisões de terceiros."
A razão é o único meio para perceber a realidade, a única fonte de conhecimento, o único guia de ação e o meio básico de sobrevivência.

  Faz exatos 6 anos que aplico modelos matemáticos em minhas decisões de negócios,  seja carreira ou investimentos " Qualquer decisão deve passar rigorosamente por uma bateria de modelos estatísticos.

Umas das primeiras conclusões aprendizados que tirei destes modelos: Como somos induzidos em nossa grade curricular a aprender diversas coisas dispendiosas e pouco produtivas para nosso desenvolvimento financeiro.

 Não existe mérito em um diploma que lhe retorna muito pouco em termos financeiros" seria melhor se dedicar a uma atividade que exija menos qualificações, porem que de uma taxa de retorno atrativa ao longo da caminhada para construção de seu patrimônio mais  adiante depois de formado em posse de um  patrimônio de subsistência básica tu podes pensar em atividades mais satisfatórias em termos emocionais.

Existe diversos exemplos em nosso cotidiano: Tenho conhecimento de pedreiros que ganham tanto ou mais do que alguns médicos recém formados, sendo tais pedreiros perfeitos analfabetos funcionais.

Leis de mercado.

O que realmente determina a sua remuneração no mercado não é a beleza da sua profissão, mas sim o valor que você consegue gerar tanto para quem consome seu bem ou serviço quanto para quem paga seu salário .

Empresas têm de levar em conta o valor que cada empregado gera, a demanda por aquele serviço, a oferta de mão-de-obra de igual qualidade e o custo de se obter e manter bons empregados.  Tudo isso se transforma em diferenças salariais.

BY kevin Currie

Ganhar bem é apenas o primeiro passo: Nada adianta ganhar bem e ter passivos superiores a sua renda média, uma situação muito recorrente na classe média alta.
Afinal o que separa um verdadeiro rico de um pobre rico:? Numero de ativos que o primeiro possui em relação ao segundo.
 Ao longo da vida conheci diversas pessoas que poderiam estar verdadeiramente ricas , mas preferem obter passivos a se perder de vista, passivos muito acima  da capacidade que sua renda familiar comporta.


 A teoria econômica também explica tal fenômeno:

Juros, preferência temporal e ciclos econômicos : BY Leandro Roque

O que você prefere: ter uma televisão LCD agora ou só daqui a cinco anos?  Um laptop hoje ou só daqui a sete anos?  Uma barra de ouro agora ou daqui a uma década?  Caso você saiba dirigir e goste da liberdade de viajar segundo seu próprio horário, você preferiria ter um carro hoje ou só daqui a dez anos, e ficar andando de ônibus até lá?
Embora as respostas para as perguntas acima pareçam muito óbvias, sua implicação para toda a teoria econômica é incomparável.  Trata-se da manifestação de um princípio básico da ação humana: o homem prefere o usufruto de um bem no presente ao usufruto desse mesmo bem no futuro.  Esse é conceito da preferência temporal.
É esse fenômeno natural que explica por que os bens presentes possuem um valor maior, um prêmio, em relação aos bens futuros - e é esse fenômeno que fornece a origem e a justificativa para o pagamento de juros.

                                       O grande dilema do pequeno investidor


Aporte x taxa de retorno: Não vou me alongar nesse assunto ao qual qualquer um versado em operações matemáticas essenciais deveria saber de trás para frente " Em termos absolutos aporte no primeiro momento é tão ou  mais importante do que taxa de retorno sobre capital."
Toda questão sempre girou que para aumentar taxa de aporte mensal, pequeno investidor precisa fazer diversos sacrifícios como Procurar melhores trabalhos, fazer extras etc tudo para aumentar sua fonte de remuneração.

Neste aspecto colocarei algumas observações:

A maior parte dos investidores tende desistir ainda nos primeiros anos de jornada!
Não acredita em mim apenas releia trecho sobre "preferência temporal" a maior parte das pessoas quer ter bens hoje e aceita pagar juros exorbitantes para nosso sistema financeiro.
 A mídia& redes sociais etc são projetados para incutir desejos nas cabeças das pessoas, desejo materiais que elas tendem fazer quase tudo para obter bens no presente, mesmo que sua renda não seja compatível com determinado bem.

Aportar durante anos consecutivos se revela uma missão quase impossível para muitas pessoas: Primeiro pela pressão social em cima de tais indivíduos, segundo pela cobrança interna por se equiparar aos demais membros de seu circulo social.

Para um investidor racional nada disso importa: Apenas nos interessa fator matemático
Quanto seria preciso para obter tal bem ao menor custo possível: Tempo despendido em uma atividade.

Fulano quer comprar um item que custa R$ 100 reais, digamos que  tal fulano dispõem de duas opções: Esperar seu salário cair ou parcelar no cartão com juros de 10% = 110 valor absoluto final.
Fulano ganha exatos 40 reais por dia trabalhado,  para comprar tal item precisaria de 2 dias e meio de trabalho sem juros e  mais 2 horas com juros.

Resumindo fulano aceita trabalhar 2 horas a mais para obter tal bem no presente, extrapole este item para diversos outros itens e refaça cálculos de quantas horas trabalhadas perde-se pagando juros ao sistema financeiro.


Cada juros que ganhamos com aplicações deve ser encarado como ganho de produtividade e cada juros que pagamos ao sistema como perda de produtividade.

Grandes empresas trabalham em cima destes conceitos  que tal aprender com elas!

A questão sempre foi darmos preferência apenas ao hoje em detrimento do amanhã, neste aspecto pagaremos juros exorbitante para sistema financeiro ao longo da vida útil de trabalho, consecutivamente estaremos trabalhando sempre mais para se ter cada vez menos.
Algo lógico e matemático , mas que sumariamente é ignorado pelas massas ao longo do tempo.


Como proceder? virar pão duro e esperar um futuro incerto ou virar carpe diem gastador?
Nenhuma das duas opções: Você deve operar em termos matemáticos ou seja qualquer decisão deve ser fundamentada em buscar melhor relação custo beneficio.

Quando mais novo deve obter uma taxa de poupança maior " Quase uma obrigação": A curva exponencial será  acentuada ao passar dos anos, se tu não tem aporte balístico ira precisar de mais tempo para montar sua bola de neve.

Esquece esta baboseira de aceitação social, isso  passa de um  lixo midiático usado para fundir seu pensamento " Aceitação social são dígitos em sua conta de investimentos" todo resto é balela."

Lembre-se não pague juros ao sistema sem antes receber do mesmo!
Se divirta com uma relação custo beneficio satisfatória não mais que 140 por mês, alugue carros em suas férias etc todos itens citados anteriormente  exclusivamente pagos  por ativos financeiros ou horas extras nada sai do principal que deve ser aplicado em formação, qualificação e aplicações financeiras.

" Cada juros que tu recebe é uma hora menos que precisa trabalhar para obter um bem no mercado"


- Não caia no conto se eu morrer amanhã:

- Mais vale cinco anos de sacrifício seguidos de  trinta anos de gloria em  vem vez de cinco  anos de glória seguidos de 30 anos de inferno.

Cuidado com a  lábia do pessoal carpe diem:

 Qualquer argumento deste corja é puramente emocional, não  existe qualquer relação matemática por de trás das atitudes.

Toda vez que algum vem com esta papo furado para meu  lado quase sempre me vem na memória situação do pessoal carpem diem no inicio de minha caminhada no mundo dos investimentos exatos 6 anos atrás : Resumo da obra  todos fodidos com sub empregos e vivendo de aparência, no ultimo mês só em juros devo ter recebido mais do que metade da minha lista de amigos carpe diem.

Mude seu circulo social: Ande com que lhe acrescenta algo seja experiência ou vivência.

"Não seja mais um conformado que auto sabota toda lógica em pró das aparência mundana."




    

sábado, 17 de setembro de 2016

Contas de Padeiro " Desempenho histórico do mestre"

Período Analisado: 17 meses

----------------------------------------------------
Indicadores Aporte

Aporte 2015: 95.944,71
Aporte 2016:30.680,00
Acumulado:126.624,71
Média mensal:7.448,51
----------------------------------------------------
Benchmark

CDI Acumulado:19,47%
IPCA:11,58%
Carteira:27,94%
Renda real: 14,66%
Média de rentabilidade mensal:1,64%
----------------------------------------------------
Indicadores de lucro:
Valorização dos ativos + juros recebidos.

Lucro 2015:2,702,48
Lucro  2016:32.672,81
Acumulado:35.375,29
Média mensal:2.080,90
----------------------------------------------------

Dividendos recebidos
2015:3041,67
Média mensal:380,21

2016:6.525,49
Média mensal:815,69

Acumulado:9.567,16
Média:597,97 a.m

 --------------------------------------------------------------------------

 Uma crítica aos bancos centrais ao redor do mundo e seus  modelos de globalismo adotados por diversos países ao longo da história, uma breve realidade do mundo intrincado de bancos  centrais cartelizados por burocratas estatais.
Dê-me o controle do dinheiro de uma Nação e pouco me importa quem faça suas leis.” Mayer Amschel Bauer (ROTHSCHILD).


Não se enganem amiguinhos socialistas: Quando governo detém  monopólio da moeda nada de bom pode advir de tais decisões.

 




The banker:
"O Banqueiro" poema de Craig-James Moncur, dito por Mike Daviot.